Avançar para o conteúdo principal

Da pornografia para a música

A pornografia lançou-lhe para o estrelato, mas o seu sonho sempre foi a música. Largou a indústria do sexo e agora faz sucesso na dance music.

Sempre teve a música presente na sua vida, desde que entrou para a escola, Colton Ford fê-la parte integrante da sua vida. Tocou violino, guitarra e fez parte de coros. A sua família também o encorajou a ter na música a sua profissão e, por isso, continuou a estudar a sua paixão na universidade.



Fez parte de um grupo de jazz, deu vários concertos, gravou alguns singles e esteve para gravar um álbum. Contudo, nunca conseguiu distinguir-se dos demais e dar um pulo com a sua carreira. E foi assim que o mundo da pornografia apareceu.


O seu namorado da altura, Blake Harper, que já fazia sucesso na indústria do sexo não conseguiu gravar com o seu parceiro de cena, devido aos incidentes do 11 de Setembro, convidando assim o seu namorado. Colton já tinha pousado nu, e como estava farto do seu trabalho de escritório e a música encontrava-se em stand by atirou-se para o mundo da pornografia gay, com 39 anos.


Rapidamente fez sucesso e de 2001 a 2003 gravou vários filmes, ganhou prémios pelas suas performances e foram lançadas colectâneas suas. Mas em meados de 2002, ele e o seu namorado quiseram fazer uma pausa como actores pornográficos e como nunca tinha deixado de escrever e de gravar músicas surgiram contactos, conversas e a oportunidade de gravar profissionalmente um single.


E foi assim que em 2003 lança a música “Everything”. No ano seguinte, grava o seu segundo single “Signed, Sealed, Delivered” com a artista Pepper Mashay. Neste mesmo ano, Colton recebe uma chamada convidando-lhe a retratar essa sua experiência de transição da pornografia para a música no documentário “Naked Fame”, que de certo modo serviu de rampa de lançamento para a sua carreira musical.


E assim se instalou na dance music, que tem tudo a ver com a comunidade de Colton Ford, a comunidade gay. As suas músicas tocam por inúmeras discotecas e é convidado para muitas festas. A sua carreira de actor também desenvolveu-se participando na série de temática gay “The Lair” e no filme “Another Gay Sequel: Gays Gone Wild!”.

No ano de 2008, lança o seu primeiro álbum “Tug of War” e no ano seguinte o segundo intitulado de “Under the Covers”, os dois nos registos de electronic, house e dance music.

Até ao presente, Colton Ford não tem parado. É capa de revistas, sessões fotográficas para calendários e já gravou vários singles com cantores conhecidos. Este ano também fez parte do Top 50 Cantores Gays da AfterElton.com. Para Colton Ford, ele é um performer, nu ou vestido, aquilo que exibe é entretenimento e uma extensão de si próprio.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Jedward From Ireland to the World! Da Irlanda para o mundo!

John Paul Henry Daniel Richard Grimes and Edward Peter Anthony Kevin Patrick Grimes (born 16 October 1991) are an Irish singing duo who record under the name Jedward. Known for their distinctive blond quiffs and unique performances, the identical twins have risen to fame since appearing as John & Edward on the sixth series of The X Factor in 2009, in a phenomenon described as the "Jedward paradox".

Their first single, "Under Pressure (Ice Ice Baby)" featuring Vanilla Ice, was released on 31 January 2010. They performed the song as a duet with Vanilla Ice at the National Television Awards ceremony on 20 January 2010. The single will be on Sony Music in the United Kingdom and Ireland. Jedward are now managed by The X Factor judge Louis Walsh.




Twin brothers John and Edward were born to computer technician John Sr. and teacher Susanna, in Ireland, and were raised in Rathangan. They have one brother, law student Kevin. John and Susanna separated when the twins were …

Os 10 melhores destinos gay friendly do mundo

Receber e atender de maneira adequada o publico gay é um diferencial que tem rendido muito a destinos turísticos por todo o mundo. Trate-se de destinos como São Francisco ou Berlim, de Amesterdão, a Praga ou até mesmo de Bangkok.Comprova-se um esforço por atender cada vez melhor as necessidades específicas deste público, considerado exigente e bastante sofisticado.O guia Lonely Planet selecionou uma lista de dez destinos gay-friendly para 2011. 1. São Francisco, Estados UnidosSão Francisco é a cidade gay-friendly por excelência. Bandeiras arco-íris enfeitam as janelas dos apartamentos em vários bairros da cidade. O bairro de Castro provavelmente é o “refúgio” gay mais conhecido do mundo: tem quase todos seus bares e lojas voltados para esse público. A semana do orgulho gay é coroada pela Parada do Orgulho Gay LGBT, em que cerca de meio milhão de pessoas se divertem durante o último domingo de Junho. 2. Sydney, AustráliaEm Sydney, gays e lésbicas são uma parte vital, bem organizada e co…

David Guetta - When Love Takes Over (FeatKelly Rowland)